“Escola Solidária” atribui cadeira elétrica a aluno

O aluno do 12º ano da Escola Secundária de Lagoa, Vítor Raposo, recebeu na quarta-feira uma cadeira elétrica, um presente que vai tornar mais fácil a sua mobilidade.

Com 23 anos, é portador de deficiência motora, dependendo totalmente da cadeira para se deslocar. A escola, que frequenta há 11 anos, decidiu fazer-lhe uma surpresa, e através do projeto “Escola Solidária”, oferecer-lhe uma nova cadeira, explicou a mãe, Mara Raposo, que não esconde a sua satisfação pela generosidade da comunidade escolar – e que por essa razão, fez questão de o partilhar publicamente.

Segundo Maria Raposo, o projeto “Escola Solidária” mobilizou a comunidade escolar na venda de rifas e na angariação de apoios que acabaram por surgir por parte de empresas diversas, assim como da Escola de Futebol Pauleta, seguradora Fidelidade, Ateneu Comercial, entre outras entidades.

Vítor tem um outro irmão, com 16 anos, que embora tenha também deficiência motora consegue-se deslocar pelos seus meios. A mãe de ambos decidiu ser bolseira na escola, de modo a apoiar os filhos de perto nas atividades letivas.

In ” jornal Açoriano Oriental” de 09/03/2018″